PRINCIPAL SOBRE O PIBID PROJETOS LINKS ÚTEIS CONTATO
Projetos
 

  • EDUQUI PIBID - Licenciatura em Química

    O projeto proposto para o desenvolvimento do PIBID no curso de Licenciatura Plena em Química da UFSJ nos anos de 2009 e 2010 procurou articular o incentivo à docência com ações sobre dois problemas identificados no ensino básico de química nas escolas da região: 1º) o elevado nível de desinteresse do alunado pelas aulas e 2º) as dificuldades relatadas pelos professores quanto à implantação da nova proposta de organização curricular da Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais – SEE/MG. Nós trabalhamos sobre o primeiro problema desenvolvendo atividades atraentes e que envolveram a participação ativa do alunado. Em relação ao segundo problema desenvolvemos reuniões coletivas envolvendo os professores das escolas para o planejamento curricular utilizando o CBC- Conteúdos Básicos Comuns de Química, a atual proposta curricular da SEE/MG.


  • Licenciatura em Biologia

  • Licenciatura em Educação Física

  • Licenciatura em Filosofia

    A Filosofia vem contribuir com sua prática e conteúdos específicos para o trabalho de formação dos alunos da escola média já realizado por outras áreas do saber, e aí se inclui como co-responsável pela formação do pensamento crítico, cidadão e autônomo. Acresce a esta tarefa o trabalho próprio do saber filosófico, que é o de lidar de maneira mais englobante e reflexiva com questões e problemas que fazem parte da vida humana, das relações do homem com a realidade e com outros saberes. No caso da Filosofia, sua especificidade exige um tratamento mais apropriado e não uma simples transposição de metodologias de outras áreas de conhecimento.


  • Licenciatura em Física

  • Licenciatura em Geografia

  • Licenciatura em História - PIBID

  • Licenciatura em Letras

  • Licenciatura em Matemática

    O subprojeto de Matemática do PIBID/UFSJ tem como seu principal objetivo oferecer maiores subsídios para estimular o exercício profissional de professores de Matemática na educação básica, através da criação de novas oportunidades formativas, que tanto reflitam a realidade educacional como também, e principalmente, venham a acrescentar à instituição escolar, abrindo assim perspectivas mais promissoras para alunos e professores da rede pública e para nossos futuros professores.

    Os trabalhos que desenvolvemos são planejados e organizados de acordo com as demandas apresentadas pelos professores de Matemática das escolas parceiras, em consonância com o CBC (Conteúdo Básico Comum) de Matemática. Nesse sentido, tem importante papel na produção de saberes o desenvolvimento profissional dos licenciandos e professores de Matemática envolvidos e o exercício da reflexão sobre as práticas implementadas.


  • Licenciatura em Música

  • PIBID TEATRO

    O principal objetivo deste subprojeto, cujo título é “A performatividade, o Jogo Teatral e a Sustentabilidade na Escola”, é incentivar os discentes da Licenciatura em Teatro da UFSJ a se inserirem no contexto das escolas da rede pública através de uma metodologia do ensino de Artes, em especial Artes Cênicas, comprometida com as necessidades atuais da sociedade. Parte do teatro contemporâneo tem se estruturado para intervir diretamente na sociedade, a partir de ações que buscam o diálogo, a participação, a co-autoria dos espectadores. Trazendo estes elementos para a educação, pode-se dizer que o contexto escolar necessita de um ensino artísticos-teatral que valorize e provoque o pensamento e as ações corporais dos alunos, em detrimento ao caráter conteudista tradicional das salas de aulas, em que o aluno, é muitas, concebido apenas como um ser passível de aprendizagem e não como um produtor de elementos culturais, políticos e sociais, capaz de uma tomada de consciência para modificar certas estruturas vigentes de injustiça e exclusão, e que, apesar dos esforços constantes das escolas e de iniciativas do governo, ainda se fazem presente. Sobre o três eixos do subprojeto:

    1. A performatividade: O conceito de performatividade refere-se aos fundamentos do ensino da Arte a partir do estudo de parte do Teatro Contemporâneo, tendo como objeto de conhecimento e de identidade cultural, produção artística como produto cultural e como objeto de apreciação significativa, bem como, as relações e implicações entre a performance e a sociedade. A ideia é trabalhar com os alunos no âmbito do ensino sobre a identificação e reconhecimento de teorias e métodos de atuação e trabalhos cênicos. O Estudo dos aspectos estéticos e poéticos fundamentais da arte de representar a partir de diferentes referências, tendo determinados elementos constituintes da performance e diversos autores que estudam esta área como eixos norteadores da disciplina. O intuito é mostrar que as novas artes elaboram as relações corporais, afetivas e espaciais entre atores e espectadores, buscando a possibilidade de participação, acentuando a interação em detrimento à mera representação. Com isto, poderá haver a maior participação do aluno, pois os elementos teatrais serão construídos por ele, não existindo previamente, mostrando o ensino do teatro como esboço e não como pintura acabada, propiciando ao aluno a oportunidade de criar, de refletir, de contribuir ele mesmo com algo a ser construído;

    2. Jogo Teatral O fenômeno da experiência artística é um processo acumulativo que pode orientar a visão do aluno sobre o mundo e sobre si mesmo. O senso estético é adquirido a partir do diálogo entre o aluno e as obras artísticas e também, através da apreciação e da produção cultural, em uma comunhão com outros seres que estão inseridos no processo. Por isso, é fundamental aos alunos vivenciar processos artísticos para a construção do desenvolvimento sensorial e do crescimento da percepção estética, pois tais processos objetivam a consciência social, a expressão, o raciocínio lógico, a capacidade crítica, tendo a liberdade como o princípio norteador. O feitio da Arte torna-se então, um artifício privilegiado de união entre a experimentação e a apreciação estética, pois trabalha com o discurso dialógico do sentir, agir e pensar sobre o feito, possibilitando maiores conhecimentos sobre o fazer artístico. Desta maneira, a sensibilização estética pode ser concebida através dos Jogos Dramáticos, Jogos Teatrais, da Vivência em Grupo e da Expressão corporal, possibilitando à criança explorar a prática dos elementos teatrais, visando levá-la a um trabalho de coletividade, oferecendo maior desinibição em grupo, sensibilidade artística, conhecimento das linguagens teatrais. Como o Teatro é uma arte feita em grupo, pode contribuir no processo de crescimento e descoberta artística dos participantes, permitindo que estes se expressem de maneira espontânea, obtendo uma relação dialógica com o fazer teatral e com a vida social. Assim, a linguagem artística pode permear desde o simples conhecimento da espacialidade cênica até o palco propriamente dito, sendo bem proveitosa à construção da autonomia das crianças e adolescentes. Além disto, o campo teatral proporciona a aprendizagem de diferentes formas de expressão. 3. A sustentabilidade A noção de sustentabilidade na escola passa por formar cidadãos conscientes sobre o meio em que vivem. O lúdico teatral no ensino será consolidado a partir de práticas que materializem ideias socioambientais, em uma proposta de comprometimento com as comunidades locais e globais, fazendo o aluno perceber que suas ações têm efeitos em grandes escalas, permitindo que este pense sobre o redor, buscando soluções criativas, lúdicas, e, acima de tudo, possíveis para a sua comunidade. As representações espaciais, características fundamentais do ensino de artes, bem como as conexões entre a escola e a comunidade, poderão trazer ações que preservem a qualidade de vida dos moradores do entorno, onde as atividades serão propagadas.


  • PIBID/ PEDAGOGIA

    PIBID/UFSJ  

    PIBID PEDAGOGIA   

     Este projeto tem como questões centrais a alfabetização e o letramento, com ênfase num dos maiores desafios para a educação, o processo de inclusão. Trabalharemos com as questões relacionadas ao processo de apropiação da tecnologia do ler e escrever nas séries iniciais do ensino Ensino Fundamental. Este trabalho insere no processo de formação dos alunos da Universidade, futuros professores, a possibilidade de vivenciar um trabalho desenvolvido com turmas que lidam  com a questão da alfabetizaçâo de crianças com diferentes potencialidades e limitações. Permite também que esses futuros professores tenham uma visão teórica e prática mais qualificada da questão da inclusão, de uma forma geral, e das diferentes síndromes e deficiências, em particular. Para tanto, buscou-se na rede pública de São João del-Rei uma escola que desenvolva um processo de construção de práticas pedagógicas inclusivas.


 
 
Parceiros:
Capes
Universidade Federal de São João Del Rei
 
 
Página inicial Pibid!